11.2.17

Estrelas Além do Tempo | Filme

O que dizer sobre esse ano em que ainda não saí dos cinemas decepcionada? Moana, La La Land e agora Estrelas Além do Tempo. Esse filme é do tipo que você sai do cinema indicando para todo mundo, e claro que eu vim aqui falar sobre né. :D
Sinopse:
1961. Em plena Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial ao mesmo tempo em que a sociedade norte-americana lida com uma profunda cisão racial, entre brancos e negros. Tal situação é refletida também na NASA, onde um grupo de funcionárias negras é obrigada a trabalhar a parte. É lá que estão Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas que, além de provar sua competência dia após dia, precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA.
Trailer:

Estrelas Além do Tempo é um drama histórico que vai fazer você sentir revolta pelo o que as pessoas passaram, orgulho das protagonistas, interesse por todo fundamento científico por trás da corrida espacial e tudo isso num clima bem leve.
O filme mostra como uma sociedade era avançada o bastante para criar foguetes mas tão retrógrada que separava banheiros pela cor de pele, e é aí que as protagonistas lutam para evoluir na NASA, onde há um grande preconceito e machismo.
Por mais que seja um tema bem sério, o filme mostra tudo de modo leve e com bom humor na maioria das cenas; isso pode não agradar algumas pessoas, mas eu achei uma abordagem genial - até os não tão fãs de dramas vão se interessar pelo enredo.
E tem um a mais, que deixa o conteúdo do filme bem interessante: a matemática, a física e a engenharia são abordadas de forma bem explícita. Há um grande equilíbrio entre as cenas do drama das personagens e dos dilemas matemáticos que a NASA passava. Não só o pessoal "de exatas" vai se inspirar em todos o conhecimento dos personagens, pois o filme se esforça para explicar tudo que está acontecendo à todos.
Tudo é passado com cenas bem vintages, desde as vestimentas às cores, tipos de carro e música. Afinal, é um filme histórico. Mas, acima de tudo, achei as atuações sensacionais, principalmente a da maravilhosa Janelle Monáe.
Só não dei um 10 para o filme pois achei que não foi tão realista (considerando que é baseado em fatos reais). Aquele costumeiro patriotismo americano exagerado dos filmes americanos está presente também, e, por mais que isso fizesse parte da Guerra Fria, me incomodou em alguns momentos.

E por mais que não seja um filme perfeito, se tornou um dos meus favoritos da vida, é um filme maravilhoso do empoderamento feminino e negro. Assim que sair dos cinemas nos torrents da vida, vou rever! Realmente recomento à todos.